domingo, 10 de abril de 2011

Estudo esclarece a rejeição social

Fragmento de rosto de uma rainha, Metropolitan Museum of Art

Um novo estudo demonstra que a rejeição social dói do mesmo modo que a dor física. Ambas são angustiantes, e envolvem as mesmas áreas cerebrais.
Esta investigação da autoria de Ethan Kross, psicólogo social da Universidade de Michigan, pode contribuir para compreendermos melhor como, por exemplo, o desemprego acompanhado de sentimentos de rejeição social, poderá ser tão desbastador para a saúde mental.
Aceder ao estudo, aqui.


Sem comentários: