domingo, 20 de janeiro de 2019

O que é crescer



Antonio Canova, Hercules and Lica


“Crescer é tolerar” 
Eduardo Sá, em conferência no Funchal

Costuma-se dizer que o crescimento traz mais paciência. Mas tenho pensado ultimamente sobre o que é deveras crescer quando surpreendentemente nos começa a faltar, como nunca dantes, paciência para muita coisa.
A saturação não se sente quando chega. Brota de um modo rápido e intuitivo, é intempestiva mas nem sempre indisciplinada, porque consegue-se conviver, tolerar, esses incidentes, se tiver de ser, sem poluirmos o espaço público com os nossos produtos mentais.
Crescer não está associado a perdas de entusiasmo, da curiosidade, da abertura ao novo. Pelo contrário, descobre-se que estamos dotados de uma rara sensibilidade. Triunfam agora as emoções.
A falta de paciência deve-se à exigência de resumir a vida ao essencial, dando mais valor à existência como um todo.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Desejar viver

Gaspar David Friedrich, The stages of life


“Desejar viver só é possível quando temos fé nas pessoas. No seu amor e na função redentora que possam ter dentro de nós.” 
Eduardo Sá, Chega-te a mim e deixa-te estar



sábado, 15 de dezembro de 2018

As estruturas arcaicas


Autumn Rhythm (Number 30), 1950 by Jackson Pollock

"O grande desafio atual: lidar com fobias, pânico, transtorno bipolar, borderline, os chamados estados narcísicos. Todas estas patologias têm em comum o fato de serem estruturas arcaicas (criadas no inicio da vida, antes da linguagem e do amadurecimento da psique) ou seja: se instalaram antes do mecanismo da repressão. Na neurose, a repressão já está instalada, existe conflitos psíquicos e nessa etapa, é possível simbolizar o sofrimento. No caso do pânico, por exemplo, não existe esse conflito. Imagine o medo entrando na mente. Sem a parede de censura para barrá-lo ele a invade. E, como na estrutura arcaica não há possibilidade de simbolização, o que costuma ocorrer são dores e outras manifestações corporais" 

Plínio Montagna (psicanalista) em entrevista na Folha de S. Paulo"



Quando se apresenta fraca a capacidade de elevar o nível da abstração, o imaginário espalha dentro de nós a dor, e é dominado pela negatividade.


sábado, 8 de dezembro de 2018

As linhas da vida


Vincenzo Agnetti, Libro dimenticato a memoria (Book Forgotten by Heart), 1969, Archivio Vincenzo 

"As linhas da vida só são claras à superficie" Bertaux 1997

Que partes inteiras da existência ocultamos perante o outro? 

sábado, 1 de dezembro de 2018

O livre arbítrio



Eugéne Delacroix Young Orphan Girl in the Cemetery 1824

“ Porquê o teu furor, porquê o teu desespero? Dependeria de ti orientares-te para o melhor, para ganhares.” (Genesis 4, 10)

Somos completamente livres de fazermos o bem ou o mal


Tim Burton Big Eyes 2014

A violência silênciosa da perversão narcísica