quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Estudo de Scott Keiller

O psicólogo Scott Keiller, na sua mais recente investigação, mostrou que a baixa empatia dos narcisistas, os sentimentos de posse, e percepção de "merecida" admiração e satisfação, pode torná-los propensos à agressividade e à vingança.
Participaram da pesquisa um total de 104 estudantes do sexo masculino, com idade de 21 anos, em média, de uma grande universidade os E.U. Midwest.
Ele descobriu que o narcisismo dos homens estava ligado mais fortemente a hostilidade contra as mulheres heterossexuais, mais do que para qualquer outro grupo, incluindo os homens heterossexuais, gays e lésbicas. De acordo com o autor, estes resultados sugerem que homens narcisistas acreditam que as relações heterossexuais devem ser patriarcais e não igualitárias.
Os resultados sugerem também que, a hostilidade narcisista mais dirigida às mulheres heterossexuais, está relacionada com estas serem um grupo potencial que fornece ou retém gratificação.
Podemos nós concluir que, não tem fundamento a crença que os homens narcisistas são mais hostis a homossexuais, gays e lésbicas.

O psicólogo Scott Keiller publicou a sua investigação na edição online, de 23 de Julho, da revista Springer's Sex Roles, com o artigo Male Narcissism and Attitudes Toward Heterosexual Women and Men, Lesbian Women, and Gay Men: Hostility toward Heterosexual Women Most of All.
Abstract pode ser lido  (aqui) .





2 comentários:

Mai disse...

Muito interessante este olhar sobre a hostilidade.

Gostei de ter encontrado este sítio, Cristina.

cristina simões disse...

Também achei interessante.
Gosto de saber que apreciou ter passado por aqui.
obrigada