sábado, 27 de julho de 2013

A ilusão e o real


Dali, Girl standing at the window 1925

“Uma margem de ilusão resta sempre para toda a vida em todos nós – e é o que nos permite o poder criativo e tempera os momentos de tristeza. Sem ela seríamos autómatos, robôs, máquinas pensantes, ficaríamos reduzidos a um pensamento operacional. Mas é igualmente necessário que o processo de desilusão nos conduza a uma razoável aceitação da realidade tal como ela é; de contrário, a frustração será sempre excessiva, traumática, patogénica – direi incontrolável e insuportável.
A aceitação da realidade é uma tarefa humana jamais acabada; mas que está na mira do comportamento lógico, adaptado, e do conhecimento científico."
António Coimbra de Matos O desespero Climepsi
Nostálgicos de um mundo sem tensões internas, sem conflitos com o outro, entregamo-nos à ilusão que a realidade, apesar de nos consumir, termina aqui, sem razão para a modificarmos.

Julgamos não saber como enfrentar o real, lidar com o incerto. Mas seria preciso nos entregarmos à desilusão, ao não distorcer os fatos, aceitando-os, e ajustando o conceito que temos de nós, a essa realidade, que a mesma se tornaria suportável, porque transformada para melhor.

Ligar os sonhos à realidade

retirado de: http://ccare.stanford.edu/ ( Center for Compassion and Altruism Research and Education)


3 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Muito boa a reflexão. Eu costumo pensar que devemos ter o pé no chão sempre e sempre. Sonhar sim, com o possível, em alguns momentos até com o impossível, mas nunca perdendo os pés do chão, sempre sabendo quem somos e como nos localizamos na vida.

Excesso de idealização e fantasias, geram sempre frustrações.

Obrigada pela visita!

Beijocas

Anónimo disse...

Sempre inspiradores os seus posts, concordo 100% com o comentário da Dama de Cinzas

cristina simões disse...

Concordo consigo. Não é por se viver que vamos lidando com a realidade. Às vezes é um faz de conta, quando não tentamos concretizar sonhos e resolver assuntos.
Obrigada também pela sua visita
Fique bem