sexta-feira, 14 de setembro de 2012

A riqueza interna

Dali
 
“…a sensação de riqueza interna que tem origem na capacidade para sentir gratidão e apreciar os outros…”.
Otto Kernberg Agressividade Narcisismo e Auto- destrutividade na Relação Psicoterapêutica Climepsi
Algo de bom dentro de nós, que sentimos como vivo no interior do nosso espirito. É a sensação de riqueza interna. Procuramo-la na alegria das pequenas coisas simples que acreditamos que encerram a perfeição. Não se pode pedir mais.
Por sermos ainda capazes de nos surpreender, esperamos alcançar harmonia e paz. Dizem-nos que há ferramentas (palavra horrível quando os assuntos são humanos), que nos ajudarão a alcançar a dimensão espiritual, tais como a meditação e a oração, proporcionando um melhor relacionamento connosco e com os outros. Mas nesta viagem  que é a vida, não parece ser possível sentir riqueza interna sem a atitude de gratidão e de apreço pelas outras pessoas, das suas coisas boas, que valorizamos e que a partir desse momento guardamos dentro de nós, como nossas.
Somos inábeis a reconhecê-las perante o outro, muitas das vezes, e também poderemos não saber recebê -las. E quando isto nos acontece, é inevitável pensarmos que arriscamos a possibilidade de renascimento da saúde psíquica e espiritual.
A gratidão é a cura para o nosso narcisismo, e ajuda a superar sentimentos negativos, tais como a inveja (a maligna).

Sem comentários: