sábado, 27 de abril de 2013

Estar só e solidão


foto de Aimish boy
 
“Faço distinção entre estar só e solidão. A solidão é a indisponibilidade de pessoas com quem comunicar a qualquer nível. (…) Estar só, contudo, é a indisponibilidade de alguém com quem comunicar ao seu nível de consciência.”
M. Scott Peck O caminho menos percorrido Sinais de fogo
 
Depois deste e daquele outro dispensados, reparte-se com poucos, um certo nível de consciência do que se passa e a se ser compreendido. Suponho que acontece aos mais afortunados.
Outros há, que não parecem encontrar alguém com quem possam alcançar o fascínio pelo entendimento acerca da complexidade das coisas. Estão simplesmente sós, mas mantêm o diálogo com a realidade e são uma boa companhia de si próprios.
Revisitar as antigas e insatisfatórias relações, soaria a parar num tempo desconjuntado e teatral. Imediatamente afastados dessas memórias, somos mais nós. É o poder espiritual.

2 comentários:

Rosa Leonor disse...

Foi uma bela coincidência, lê-la hoje...

(não prescindo de passar por aqui...)

Obrigada, sempre
reonor

cristina simões disse...

Eu é que agradeço a visita. Fique bem