quarta-feira, 9 de março de 2011

George e Martha



“ O ódio é voltado para fora, em lugar do amor, e é utilizado para desviar e encobrir o amor, de tal forma que no final existe em jogo mais ódio e menos amor na vida.” Joan Riviére

…  a absoluta dependência do outro. No final, a perversão, que é uma manifestação da agressividade - Queres? Não tens! 

Cena do filme Quem tem medo de Virgínia Woolf?, com Elizabeth Taylor e Richard Burton

2 comentários:

Ana Maria disse...

E propósito da perversão como manifestação da agressividade, encontrei a cena da série "Sangue Fresco" que a retrata bem. Quando Tara pergunta a Franklin no final da relação sexual:"Porque não me mordeste? E Franklin responde: Porque querias que o fizesse..."

Aqui fica o link: http://www.youtube.com/watch?v=ej6ELim175A

cristina simões disse...

Não me lembrava que esta cena incluía algo do género. Os dois episódios ilustram muito bem, como se retém o desejo para contrariar o desejo do outro.